O terreno da foto abrigava a creche do jardim Maria Rosa, a CEMEI Sônia Maria Alves. Já se passaram quase 3 anos desde que as crianças matriculadas nessa CEMEI foram transferidas para um prédio “provisório” em outro local e a creche antiga foi demolida. A justificativa inicial da transferência das crianças para um local menor e mais distante do Jd Maria Rosa foi a de que seria só “durante a reforma das instalações”.

Inúmeras vezes vimos o temporário virar permanente em Campinas e esse, infelizmente, foi mais um caso. As crianças permanecem no prédio provisório, alugado, com instalações inadequadas, calor, poucos chuveiros e área de recreação exígua. O terreno antigo foi completamente abandonado pela gestão municipal, e irá completar 3 anos com uma placa da prefeitura anunciando o prazo de 15 meses para a entrega das obras. Só o que há na área, além da placa, é entulho, matagal, pneus com água parada.

Hoje pela manhã estive no prédio provisório e no terreno abandonado, na visita tive a oportunidade de conversar com mães que me relataram as dificuldades decorrentes dessa alteração: a distância adicional prejudica a ida ao trabalho, as vagas foram reduzidas, há relatos de mal estar das crianças em dias de calor no prédio provisório entre tantos outros transtornos. Estamos, juntamente com lideranças do bairro e associação de moradores, tomando medidas para que essa situação seja resolvida o quanto antes, acompanhe as atualizações em nossas redes.