Estive hoje na manifestação dos trabalhadores da Unicamp em frente ao Conselho Universitário, que tinha como pauta o reajuste de 1,5 % proposto pelo CRUESP (conselho de reitores das universidades estaduais de São Paulo).

Contra o arrocho salarial e em defesa da universidade pública.