Direito negado às crianças e ofensa machista às mães trabalhadoras

As trabalhadoras da educação infantil e as mães de crianças desassistidas pelo fim de contratos de administração das instituições de ensino estiveram presentes hoje na câmara municipal para apresentar sua reivindicação de manutenção dos empregos e garantia de educação de qualidade para as crianças.
A prefeitura se mostra completamente alheia a esse problema e ainda não apresentou um planejamento para essas creches, mas a manifestação conquistou a vinda da secretária de educação para apresentar explicações.
Diante da manifestação na câmara, o vereador Edison Ribeiro (PSL) se pronunciou de forma abertamente machista, se referindo as mães trabalhadoras como pessoas que querem vagas na creche “para passarem o dia todo em casa fazendo fofoca”. Essa fala demonstra o quanto o machismo está atrelado a essa falta de assistência, bem como o nível absurdo dos vereadores dessa casa que hoje só conta com o nosso mandato feminino. Demonstramos nosso repúdio e reafirmamos nosso lado, junto das mães e das trabalhadoras da educação infantil em defesa desse direito.