Absurdo: Segundo pesquisa, as crianças mais pobres são as que menos tem acesso as creches públicas.

No Brasil, as crises e suas narrativas estão a serviços da desassistência dos mais vulneráveis, são cobradas somente do andar de baixo enquanto os grandes negócios mantém seus lucros as custas da super exploração e desmonte das áreas sociais. Precisamos participar da política para inverter essa lógica, pô-la de cabeça pra baixo.

Em Campinas, esse déficit por vagas ultrapassa o número de 8 mil crianças.

Veja reportagem e vídeo do Valor Econômico.