Nem acabou a campanha e as bravatas de Bolsonaro já vão caindo por terra. O discurso de que governaria sem acordões com partidos fisiológicos já mudou de tom. Bolsonaro faz acenos de apoio ao Centrão e à candidatura de Rodrigo Maia (DEM) para presidência da Câmara. Bolsonaro é a velha política com uma nova (nem tão nova assim) embalagem de farda!

Veja reportagem do UOL.