Ato hospital ouro verde

Eis aí o resultado da terceirização da saúde: caos no atendimento e negação de direitos aos trabalhadores. A Vitale Saúde, empresa terceirizada que administra o Hospital Ouro Verde em Campinas, deve recolhimento do INSS, FGTS, férias e verbas rescisórias aos seus trabalhadores. É sempre bom lembrar que a Vitale Saúde passou a administrar o hospital […]

22 Aug 2017, 17:48 Tempo de leitura: 0 minutos, 38 segundos
Ato hospital ouro verde

Eis aí o resultado da terceirização da saúde: caos no atendimento e negação de direitos aos trabalhadores. A Vitale Saúde, empresa terceirizada que administra o Hospital Ouro Verde em Campinas, deve recolhimento do INSS, FGTS, férias e verbas rescisórias aos seus trabalhadores. É sempre bom lembrar que a Vitale Saúde passou a administrar o hospital em 2016, depois de um escândalo de desvio de R$1,3 milhões envolvendo a SPDM, antiga administradora. É preciso lembrar também que há uma década os movimentos sociais de Campinas reivindicam a Municipalização do Hospital Ouro Verde – a única saída para solucionar a crise do hospital.

Defender o SUS público é defender o direito de todos!

Veja reportagem no site da CBN.