As mulheres precisam ocupar a Política. No que diz respeito à representatividade no Legislativo, o Brasil ocupa 154º posição entre 193 países, conforme o site Politize. Isso corresponde a 10% da presença feminina na Câmara Federal. Um ambiente dominado pelo patriarcalismo e machismo arraigados durante tempos, é necessário um basta. As mulheres na política é um sinal de igualdade de gênero e de decisão sobre os rumos que desejamos para o país.

Os números sobre as desigualdades no ambiente político não cessam, a cada (7) sete vereadores homens, há uma vereadora. Em Campinas das 33 cadeiras, uma é ocupada por uma mulher, a vereadora Mariana Conti.

Queremos decidir sobre as Políticas Públicas. Pois como estão sendo feitas não contemplam a igualdade de gênero nem de oportunidades.
Desde áreas como saúde pública, educação, segurança pública, precisamos superar essas desigualdades, como por exemplo, a paridade salarial, já que as mulheres recebem 75% do salário dos homens, ao executarem as mesmas funções e ainda terem dupla, às vezes, tripla jornada de trabalho.
Em nosso mandato de vereadora em Campinas já assumimos esse compromisso de luta constante por Direitos. Queremos lutar na Assembleia Legislativa.
“Precisamos ocupar a Política. Decidir sobre os rumos de nossas cidades e país”, no combate à violência, à desigualdade de salários, pela luta por uma educação inclusiva, acessível e igualitária, uma saúde pública preocupada com a mulher, com políticas de segurança pública, protetivas e eficazes. Queremos decidir sobre os caminhos da Política. Por mais direitos! Uma feminista na ALESP.