Foto: Antoninho Perri - Ascom - Unicamp

Esta semana fomos ao CMU – Centro de Memórias da Unicamp – por causa da notícia de suspensão das atividades desse importante centro de documentação por falta de funcionários, o que denunciamos como uma das faces do desmonte da Universidade Pública.

Hoje acabo de ver, pelos noticiários, que um servidor será disponibilizado para o centro durante meio período. A Universidade Pública, assim como todo o serviço público do país, não se mantém sem a contratação e valorização de servidores.

Neste sentido, a Unicamp precisará contratar e valorizar através de plano de carreiras e recomposição salarial seu quadro de trabalhadores para que continue oferecendo um serviço de qualidade.

Veja reportagem do G1.