Total repúdio à ação praticada na última segunda-feira e minha solidariedade à companheira Maria. Que a violência e brutalidade não ocupem o lugar do debate democrático e da luta social!

Compartilho a Nota da Executiva do PSOL que repudia tal ação:

A Executiva Nacional do PSOL foi informada que na noite de ontem a filiada Maria (sobrenome retirado por segurança) foi agredida, no Rio de Janeiro, por três homens que desceram de um táxi armados, deram coronhadas e um soco no rosto de Maria Tuca e ainda roubaram o seu celular. Ela foi atendida no Hospital Municipal Evandro Freire, Ilha do Governador. Em seguida, foi encaminhada para a 37ª Delegacia de Polícia na Estrada do Galeão. Maria é uma das administradoras do grupo Mulheres Contra Bolsonaro e dirigente do Bloco Unidos da Ribeira.

No Rio de Janeiro ela coordena a campanha de Sérgio Ricardo Verde, candidato a deputado estadual pelo PSOL. A Executiva Nacional do PSOL repudia essa agressão covarde e exige das autoridades apuração e punição imediata contra os autores desse ato. Nos colocamos ao lado dos que defendem uma eleição livre de agressões e violência. Temos certeza de que as mulheres não se intimidarão com mais agressão e farão do dia 29 um marco histórico contra o machismo e a intolerância.

Executiva Nacional do PSOL
25 de setembro de 2018