A Presidenta do Conselho Municipal de Saúde de Campinas, Maria Haydée de Jesus Lima, lembrou em entrevista para o portal G1, na data de hoje, os diversos equipamentos de saúde que foram fechados pelo prefeito Jonas Donizette: “fechou o Pronto-Socorro do Centro já há dois anos, e ia abrir outro no lugar, e até hoje não abriu. Ela reduziu o horário de funcionamento de várias unidades dizendo que era uma medida emergencial por falta de pessoal e nunca mais reverteu isso daí […] Ela fechou o ambulatório do Ceasa, ambulatório que a secretaria da Saúde mantinha lá pra cuidar da saúde ocupacional dos trabalhadores, principalmente, e não colocou nada no lugar”.

Temos que defender a manutenção da Botica da Família cujos trabalhos são de imensa importante para a população de Campinas.

Na sessão da Câmara de hoje, apresentei moção em protesto ao fechamento da Botica e estamos estudando outras medidas para cobrar a prefeitura Jonas Donizette não só o funcionamento futuro da Botica, mas que possam evitar prejuízo que um fechamento acarreta (ainda que fosse verdadeiramente provisório), como a deterioração e perda de equipamentos e materiais.

Saiba mais no G1.