Temos que organizar uma grande articulação e mobilização em defesa do SUS e de todos os serviços públicos da cidade, pela reversão das privatizações e das terceirizações via OSs. É necessário combater a política de ajustes da prefeitura que joga nas costas do povo pobre e oprimido de Campinas a culpa da crise.

A saúde em Campinas precisa de investimento, precisa ser prioridade de governo e precisa de fiscalização para que os recursos públicos sejam adequadamente empregados. Por isso, continuamos cobrando a instalação de uma CPI da Saúde na cidade: é preciso passar um pente fino nas contas e contratos da administração Jonas Donizette. A saúde pede socorro e nós exigimos uma CPI da saúde em Campinas já!

Por fim, mas de forma alguma menos importante, é preciso reaver o dinheiro público desviado, desmascarar e punir os corruptos e corruptores que parasitam o município, a começar pelo prefeito Jonas Donizette. Foi ele que nomeou Silvio Bernardin, e autorizou a entrada das OSs na gestão dos serviços públicos.