Estive neste sábado na Ocupação Itaiu em Campinas como parte dos trabalhos da Comissão de Estudo que pretende apontar as necessidades de regularização da área para as famílias que estão ali. A propriedade da terra precisa cumprir a função social prevista na constituição federal e o direito a moradia ser respeitado em sua integralidade.

Não podemos achar que é natural e compreensível o gigante déficit habitacional que há no nosso país e conviver com a incapacidade deste modelo econômico e político de garantir condição decentes de vida digna para a população: moradia digna é direito!