O Brasil é hoje um dos consumidores mais vorazes de agrotóxicos do mundo, perdendo apenas para os EUA, e é o maior usuário entre os países em desenvolvimento, com gastos que chegam a 9,6 bilhões de dólares por ano. O perigo coloca em risco trabalhadores agrícolas e populações que vivem nas regiões pulverizadas, permanecem no meio ambiente e nos alimentos que estão em nossas mesas.

veja reportagem da cartacapital.