menino Jamel Myles havia contado que era gay há pouco tempo e expressado que não se importaria em compartilhar com outras pessoas. Ele chegou a contar aos irmãos que os colegas de escola estavam falando pra ele se matar.

É muito importante que as escolas trabalhem tanto com programas antibullying, quanto o combate sistemático às mais diversas discriminações de raça, gênero e indentidade sexual. É preciso ensinar o respeito a diversidade e, no Brasil, é um dos mandamentos da Lei Maria da Penha porque diz diretamente sobre violência doméstica e familiar.

Não esqueçamos esse apelo.

reportagem do G1.