A lei orçamentária é uma das mais importantes leis que a Câmara Municipal aprova. É nela que são colocados os gastos e prioridades para o próximo ano da Administração Municipal. Por exemplo, na lei proposta e aprovada ontem em segunda votação, a Prefeitura propôs um aumento para a saúde menor do que a inflação para o próximo ano – o que significa uma queda real os gastos da saúde.

Outro problema enfrentado é a forma como é feita a deliberação do projeto: apresentei 18 emendas ao orçamento, com pautas importantíssimas para a cidade que não estavam contempladas no lei e elas nem foram a voto, pois a base do prefeito as rejeitam sem nenhuma discussão ou apreciação.

Por esses e outros motivos meu voto foi contrário ao projeto de lei.
Acompanhe a discussão que fiz em plenário.

Na fala da tribuna da sessão do dia 10 de dezembro discuti o projeto de lei orçamentária para o ano que vem.A lei orçamentária é uma das mais importantes leis que a Câmara Municipal aprova. É nela que são colocados os gastos e prioridades para o próximo ano da Administração Municipal. Por exemplo, na lei proposta e aprovada ontem em segunda votação, a Prefeitura propôs um aumento para a saúde menor do que a inflação para o próximo ano – o que significa uma queda real os gastos da saúde.Outro problema enfrentado é a forma como é feita a deliberação do projeto: apresentei 18 emendas ao orçamento, com pautas importantíssimas para a cidade que não estavam contempladas no lei e elas nem foram a voto, pois a base do prefeito as rejeitam sem nenhuma discussão ou apreciação.Por esses e outros motivos meu voto foi contrário ao projeto de lei.Acompanhe a discussão que fiz em plenário.

Posted by Mariana Conti on Tuesday, December 11, 2018