A questão da moradia é um dos graves problemas brasileiros, inúmeras famílias não tem moradia e nem perspectiva de morar bem. Na contramão de uma efetiva solução ao problema, os programas habitacionais prometeram muito e fizeram pouco.

A matéria abaixo mostra que o programa “Minha Casa, Minha Vida” está com mais de 40 mil imóveis com obras paradas no país. Várias fámilias já assinaram o contrato, mas aguardam o término das obras complementares para poderem se mudar. Nem todas vão conseguir pagar os valores mensais, ainda que financiados.

Hoje, o déficit habitacional no Brasil já passa de mais 7 milhões de moradias. Sabe-se que o programa de habitacional instituído pelos governos anteriores foi insuficiente para atender a demanda da grande maioria da população que não possui um teto. Para agravar a situação, o governo congelou os gastos destinados às áreas sociais, o que prejudicará ainda mais os programas habitacionais em voga. Moradia é um direito essencial, morar bem, em condições dignas não deve ser tratado como privilégios mas como direito mínimo, básico e inalienável. É uma das questões nacionais que ao lado do emprego, da entrega do patrimônio público e do combate à corrupção devem ser observados nos programas das candidaturas e partidos.

Veja no UOL.