Se passaram 3 anos desde o desastre ambiental e social de Mariana(MG), aonde uma barragem se rompeu e destruiu vidas de comunidades tradicionais e o meio ambiente com seu rastro de lama contaminada pela mineradora Samarco, pertencente a Vale. Um verdadeiro CRIME que resultou na maior catástrofe ambiental do país e que segue sem respostas.
Hoje temos mais uma notícia de rompimento de barragem, também pertencente a Vale, em Brumadinho (MG).

As proporções da destruição ainda não foram estimadas, mas uma coisa fica evidente: A privatização desta, que já foi uma das maiores empresas públicas brasileiras, e a busca incessante pelo aumento de seus lucros tem trazido danos irreparáveis para o meio ambiente e a sociedade brasileira.

Veja reportagem do Globo.