Uma vez rompido o silêncio, as mulheres tem superado o medo e denunciado casos abuso sexual por parte do médium João de Deus.

Já são mais de 200 denúncias, realizadas por mulheres de 10 estados diferentes e duas do exterior. Dentre elas o abuso de uma criança de 13 anos. João de Deus deve responder criminalmente pelos atos de violência. Romper o silêncio é um passo decisivo no enfrentamento da violência sexual.

veja reportagem do G1.