O Ministério público Estadual, através da promotora Cristiane Hilal, propôs ontem, 03 de abril de 2018, uma ação civil pública à Justiça para pedir as condenações do prefeito Jonas Donizette (PSB), do secretário de transportes e presidente da Emdec, Carlos José Barreiro, além de empresários e companhias operadoras do transporte público municipal por improbidade administrativa. As denuncias são de irregularidades em licitações e controle do sistema de bilhetagem na metrópole.

Temos em Campinas, um transporte caro e muito ruim que não atende a população. Além disso estamos lutando para que a prefeitura cumpra o acordo feito com a Promotoria de Infância e Juventude para o restabelecimento do transporte adaptado para as crianças com deficiência cortados em julho do ano passado. O PAI Serviços também é objeto de diversas denuncias por não atender adequadamente seus usuários. Aqui está a origem dos problemas denunciados pelo Ministério Público: Uma política de transporte público há anos gerida por empresas particulares que dominam o mercado com objetivo de atender aos seus interesses econômicos com a cumplicidade do governo.

veja reportagem do G1.