A agência do INSS da Regente Feijó foi fechada pela falta de condições estruturais, o que afeta a saúde dos trabalhadores e a qualidade do atendimento dos segurados. Com o fechamento, a agência da Barreto Leme acumulou os serviços e sofre com longas filas. Os trabalhadores reivindicam que a Gerência Executiva apresente um plano para a normalização do atendimento.

Veja reportagem da CBN.