Desde o protocolo desse projeto apresentamos o contraponto Escola Sem Censura e nos movimentamos para a realização de audiência pública para debater o tema. O acompanhamento das votações pela população de Campinas, mesmo diante do afogadilho do requerimento de urgência, é prova da necessidade do debate amplo e também qualificado sobre o tema.

O projeto foi retirado da pauta desta última segunda feira, mas continua em tramitação o que impõe a continuidade e aprofundamento desse debate.

Com este intuito estamos convocando a próxima reunião da Comissão da Mulher sobre a minha presidência com o tema “Em Defesa Da Lei Maria da Penha: Contra a Censura da Escola “Sem” Partido, no próximo dia 21/09, às 14 hrs, na Câmara Municipal de Campinas.

#EscolaSemCensura

veja reportagem no Correio Popular.