A aproximadamente duas semanas a Secretaria Municipal de Educação informou no pré planejamento o indicativo de fechamento de duas das quatro salas de Educação de Jovens e Adultos (EJA) da Emef Dulce Bento Nascimento, a Escola do Guará. Tal orientação foi feita sem diálogo ou consulta à Comunidade Escolar, e mantida mesmo após a manifestação da Direção da Escola pela manutenção das salas.

A prefeitura alega para esse fechamento que há “baixa demanda”, versão que não se comprova a partir do número de matrículas e do histórico de anos anteriores. Também é importante destacar que a Dulce Bento é a única escola que oferece vagas de EJA de Ensino Fundamental no Distrito de Barão Geraldo.

O EJA da Escola do Guará está prestes a completar 30 anos de existência, nesse período possibilitou o acesso à educação para centenas de trabalhadores do Distrito de Barão Geraldo e Bairros próximos. Além do tempo de existência, o EJA do Guará conta com grande engajamento de Professores e do conjunto da comunidade escolar, que atuam propondo e desenvolvendo projetos que adequem a escola para a realidade do aluno trabalhador, combatendo a evasão e buscando mecanismos para facilitar o acesso a este direito.

Não é novidade o descaso do Governo Jonas com a Educação em nossa cidade, temos um déficit de mais de 6000 vagas nas creches, necessidade de contratação de mais professores e demais profissionais da educação e de maneira ainda mais absurda tenta reduzir a oferta de vagas em uma modalidade tão importante quanto o EJA.

Defender a educação pública é um dever de todos, por isso temos apoiado e participado das mobilizações e ações da escola, assim como apresentamos um requerimento cobrando a prefeitura sobre este fechamento. Convidamos todas e todos a também se engajarem na defesa da manutenção de todas as salas do EJA do Guará, acompanhem aqui pelas nossas redes assim como pela página EJA Guará em Movimento

#EjaCampinas#Educação#EducaçãoCampinas#EJAGuará#EscolaDoGuará