Desde 2007, a luta antirracista celebrou o dia 21/01 como dia nacional de combate à intolerância religiosa no Brasil. Contudo, a liberdade religiosa e de culto, bem como, o repúdio a discriminação estão previstos desde a Constituição Federal de 1988.

Na contramão deste avanço legislativo, nos últimos cinco anos foram recebidas mais de 2.200 denúncias de intolerância religiosa pelo Disque 100, sendo que as principais vítimas são as praticantes de umbanda e candomblé.

É importante denunciar e combater a intolerância religiosa, para construir uma sociedade mais igualitária e justa para todas e todos.

Caso conheça algum caso, ou seja vítima, de intolerância religiosa, ligue 100 para denunciar.