Segundo dados da PNAD/IBGE, a maior parte da população que desistiu de procurar emprego é composta por mulheres nordestinas, com idade entre 25 e 49 anos. Este dado mostra como a crise econômica atinge principalmente as mulheres, que, além disso, já ganham salários menores que os homens.

Sabemos que a crise tem abatido os trabalhadores mais pobres. Por isso, é preciso que a conta seja paga pelos de cima. É inadmissível que o país conviva com cerca de 13 milhões de desempregados, ao mesmo tempo em que os grandes empresários continuem recebendo isenções fiscais.

Veja no Correio.