O governo Jonas apresentou nos últimos dias uma proposta que cria um fundo de previdência complementar, que retira dos novos servidores, o direito à seguridade social e caminha para a destruição do CAMPREV.

Uma das grandes mentiras propagadas pelo governo Jonas é de que essas mudanças previstas nesse projeto atingem apenas os novos servidores a serem contratados. No entanto, esconde que, na verdade, a proposta atingirá em cheio os atuais servidores e aposentados.

A proposta de Jonas é que o Fundo Financeiro (para servidores contratados antes de 2004) e o Fundo Previdenciário (para contratados após 2004) sejam fundidos. O problema é que a prefeitura tem uma dívida com o Fundo Financeiro, fruto, principalmente, da destruição do IPMC em 1995, – (assunto que trataremos com detalhes em um outro post). Isso significa na prática, destinar os recursos que a prefeitura deve aos trabalhadores para outras finalidades e jogar a conta do rombo para as costas dos atuais trabalhadores e aposentados.
Além desse problema, muitas outras mentiras e omissões envolvem a nova proposta de “desprevidência” de Jonas Donizette. Na próxima quinta-feira, debateremos todas essas questões! Venha tirar suas dúvidas!

Não vamos permitir que Jonas acabe com a aposentadoria dos servidores de Campinas. Serviços Públicos de qualidade passam por servidores valorizados e com direitos!

Confirme sua presença no link abaixo:
https://www.facebook.com/events/158085764886408/?ti=cl

acompanhe: www.marianacontipsol.com.br/blog/tag/camprev/

#CAMPREV #DesgovernoJonas #MarianaConti #PSOL #Campinas