As investigações sobre a corrupção no Hospital Ouro Verde demonstram que as irregularidades extrapolam o contrato com a Vitale Saúde.

A Comissão Processante, que apura o envolvimento do prefeito Jonas nas fraudes e desvios, é importante e deve continuar os trabalhos. Ao mesmo tempo, ela não substitui a CPI da Saúde. Cada dia fica mais evidente a necessidade de se fazer um pente fino nas contas da prefeitura de Campinas!