O incêndio que devastou o Museu Nacional, no Rio, no domingo (2), acendeu o sinal de alerta para a situação de museus, bibliotecas e arquivos públicos nos demais estados.

Com acervos valiosos, que incluem de obras de arte a documentos raros do período colonial do Brasil, estes equipamentos enfrentam problemas estruturais como goteiras e infiltrações, além da ausência de sistemas de prevenção contra incêndios.

Não haverá preservação destes equipamentos públicos sem a devida destinação de recursos mas dotações orçamentárias de Municípios, Estados e da União. A preservação de nossa história e memória deve ser um compromisso daqueles que se candidatam aos mais diversos cargos nestas eleições.

Há na nossa história muito a preservar, muito a lembrar pra não repetir.

veja reportagem da folha.