Apesar das investigações do Ministério Público que apontam o Prefeito Jonas Donizette como parte do esquema de corrupção, desvios e superfaturamento na merenda das escolas municipais, a base do Governo não acatou a abertura de comissão processante contra o prefeito para a investigação dessas denúncias.

É necessário que a Câmara Municipal cumpra seu papel de fiscalização e independência do executivo. É preciso que os vereadores investiguem profundamente os esquemas de corrupção em que Jonas é citado, que não param de pipocar na cidade.