O Dia Internacional para a Tolerância foi instituído pela ONU e é celebrado no dia 16 de novembro. Ele foi reconhecido pela Declaração de Paris, em 1995, com o aval de 185 países.

Em um mundo globalizado, onde crescem episódios de xenofobia, discriminação e ódio, a tolerância se faz urgente e inevitável. No Brasil, por exemplo, em que a população negra sofre diariamente com a discriminação, as mulheres vítimas do feminicídio – a violência de gênero, a comunidade LGBTI perseguida em virtude de sua orientação, algumas confissões religiosas são desrespeitadas por quem não as professa.

Essa Declaração é o reconhecimento dos Direitos Humanos universais e das liberdades fundamentais de cada pessoa, da promoção do respeito à diversidade, sexual, cultural, gênero, religiosa, étnico-racial, de opinião e de expressão.

O Respeito e a aceitação da diversidade. Considerar a integridade das orientações e escolhas, de maneira ética e de convívio nas diferenças, sem ódio ou discriminações. Isso quer dizer, uma compreensão dos valores, crenças, razões e motivações de cada pessoa.  

Nesse dia queremos celebrar o diálogo, a defesa daqueles e daquelas que sofrem quaisquer formas de discriminação e marginalização, do resgate permanente da dignidade humana.

Pela Tolerância, NenhumDireitoaMenos.