O decreto assinado por Bolsonaro que amplia a possibilidade de posse e porte de armas de fogo representará mais desses objetos letais circulando, inclusive no ambiente doméstico. Com isso, o que era ruim poderá ficar ainda pior para as mulheres. O Brasil é o 5º país que mais mata mulheres no mundo, e sabemos que […]

16 Jan 2019, 12:12 Tempo de leitura: 0 minutos, 53 segundos

O decreto assinado por Bolsonaro que amplia a possibilidade de posse e porte de armas de fogo representará mais desses objetos letais circulando, inclusive no ambiente doméstico. Com isso, o que era ruim poderá ficar ainda pior para as mulheres.

O Brasil é o 5º país que mais mata mulheres no mundo, e sabemos que a maioria desses crimes são cometidos por maridos, namorados, e ex-companheiros.

De acordo com o sistema Datasus, que registra mortes ocorridas em atendimentos no sistema público de saúde, 2.339 mulheres foram mortas por disparos de armas de fogo no Brasil em 2016 (último dado disponível). As armas de fogo foram usadas em 40% dos casos em que a mulher foi morta dentro de casa.

De acordo com o Mapa da Violência de 2016, 6 mulheres são assassinadas a cada 24h por armas de fogo.

Mais armas não nos tornarão mais seguras, nos deixarão com mais vulneráveis.

O PSOL entrará com um pedido de revogação do decreto de Bolsonaro.

Nenhuma vida a menos!

via Mulheres do PSOL