Feminicídio – Juíza de Campinas foi morta pelo marido

Quando nossa sociedade vai tratar estes índices bárbaros de violência contra as mulheres com a repugnância devida? Quando veremos ações concretas que permitam às mulheres uma vida sem violência? O dia começou com a Folha de São Paulo publicando os números de estupros e estupros coletivos: 22.804 casos notificados no ano de 2016, cerca de […]

20 Aug 2017, 17:29 Tempo de leitura: 0 minutos, 31 segundos

Quando nossa sociedade vai tratar estes índices bárbaros de violência contra as mulheres com a repugnância devida? Quando veremos ações concretas que permitam às mulheres uma vida sem violência?

O dia começou com a Folha de São Paulo publicando os números de estupros e estupros coletivos: 22.804 casos notificados no ano de 2016, cerca de 15% na forma coletiva.

Agora mais um feminicidio. Mais uma vítima da barbárie social na qual vivemos.

A luta feminista, nossa luta diária, muitas vezes tratada como vitimização é pela vida das mulheres é por #NenhumaAMenos.

veja reportagem completa no site do Correio Popular.